Blog dedicado ao estudo de Apocalipse 14:6 a 12.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

A TERCEIRA MENSAGEM ANGÉLICA

Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, no cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro. A fumaça do seu tormento sobe pelos séculos dos séculos, e não têm descanso algum, nem de dia nem de noite, os adoradores da besta e da sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome. Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus. (Apocalipse 14:9-12)

Como as duas primeiras mensagens angélicas (versos 7 e 8), a terceira é anunciada dentro do contexto dos eventos finais descritos no Apocalipse, pouco antes do retorno de nosso Senhor. Note, aliás, que no capítulo 14 este é o evento seguinte, representado por uma dupla colheita (versos 14 a 20).

O terceiro anjo amplia as mensagens precedentes e enfatiza as questões derradeiras relacionadas ao grande conflito entre o bem e o mal. Sua mensagem trata de dois grupos distintos de adoradores. Um deles consiste de elementos que adoram "a besta e a sua imagem" e recebem "sua marca na fronte ou sobre a mão". O outro é constituído dos que responderam positivamente ao evangelho eterno e são chamados santos, adoram a Deus com perseverança, guardam os Seus mandamentos e mantêm a fé em Jesus.

O primeiro anjo convida a todos para temer a Deus e glorificá-lO em face do juízo, e adorá-lO como o único Deus verdadeiro (verso 7). O terceiro anjo adverte contra a adoração da besta e sua imagem, isto é, os poderes identificados na segunda mensagem angélica como Babilônia e que constituem a apostasia organizada (versos 8 e 9). Os que aceitam seus ensinos e preceitos em lugar da Palavra de Deus se qualificam como falsos adoradores e, por isso, correm o risco de partilhar da triste sorte de Babilônia.

Em que consiste, porém, o sinal ou a marca da besta? Qual sua natureza e caráter? Uma resposta objetiva depende antes de um cuidadoso exame sobre o significado do sinal ou marca de Deus, visto que o caráter e os ensinos da besta e sua marca são uma contrafação da verdade.

Identificamos Babilônia mística considerando inicialmente as características do remanescente fiel, a igreja verdadeira (sobre isso, clique aqui). Usaremos o mesmo princípio para compreender a marca da besta, investigando em primeiro lugar o sinal ou selo de Deus e tudo o que se relaciona com ele. Consequentemente, nós esperamos entender os demais aspectos da mensagem do terceiro anjo e sua evidente importância no sentido de preparar um povo para a breve volta de Jesus.

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem em destaque

O sábado: base da verdadeira adoração

O sábado é uma verdade essencial dentro do apelo do primeiro anjo para adorar a Deus (Apocalipse 14:7), pois oferece o fundamento e as ra...

Postagens Populares

Curta nossa Página no Facebook

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Leitor voraz. Alguém que gosta de escrever. Cristão protestante de nascimento, apaixonado pelas profecias bíblicas.

Receba postagens por e-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total de visualizações

Permitida a reprodução, desde que sejam mantidos os créditos do autor. Tecnologia do Blogger.