"Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus." (Ap 14:12)

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

A besta que "era", "não é", "mas aparecerá"

Em resposta à admiração de João ante a impressionante visão que acaba de lhe ser revelada, o anjo solenemente diz:

"Por que te admiraste? Dir-te-ei o mistério da mulher e da besta que tem as sete cabeças e os dez chifres e que leva a mulher." (Apocalipse 17:7)

E passa então a explicar-lhe o sentido dos acontecimentos que se tornariam realidade histórica, os quais dizem respeito aos poderes que haviam de perseguir a igreja e a verdade:

"A besta que viste, era e não é, está para emergir do abismo e caminha para a destruição. E aqueles que habitam sobre a terra, cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida desde a fundação do mundo, se admirarão, vendo a besta que era e não é, mas aparecerá." (verso 8)

sábado, 4 de novembro de 2017

"Por que te admiraste?"

As perseguições do paganismo que afligiam a igreja cristã e que o apóstolo João também sofria (Apocalipse 1:9), não eram para ele motivo de admiração. O mundo odeia especialmente aqueles cujos valores e interesses se distinguem dos seus, e cuja vida lhe é uma constante reprovação.

"Se o mundo vos odeia", disse Jesus, "sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia." (João 15:18-19. Ver também 3:19-20).

sábado, 14 de outubro de 2017

Uma palavra ao católico romano

O tema de Apocalipse 17 - o julgamento da grande meretriz (verso 1) - tem que ver não somente com importantes fatos de natureza profética e histórica, mas também com profundas verdades espirituais relacionadas à nossa condição presente e destino futuro.

Não é possível, pois, separar tais fatos da experiência verdadeiramente triunfante que todo o cristão pode alcançar a partir da profecia, cujo propósito é advertir-nos, animar-nos e preparar-nos a uma maior consagração e dedicação a Cristo e Sua doutrina e, portanto, a uma vida mais abundante e mais feliz.

sábado, 16 de setembro de 2017

Consequências da união da Igreja com o mundo (parte 2)

No artigo anterior, observamos que a visão de João em Apocalipse 17:3-6 revela seis características presentes na "grande meretriz" que resultaram de sua união ilícita com o mundo, e que a definem como tal.

Examinamos, na ocasião, as três primeiras características, como parte de uma progressão profética e histórica sobre a apostasia cristã que, indubitavelmente, identifica a mulher adúltera com a Igreja papal.

Nesta oportunidade, vamos abordar as três características seguintes, as quais completarão o perfil desta Igreja, que sacrificou a verdade no altar do orgulho e da condescendência própria, ao abandonar a Cristo e Seus mandamentos.

sábado, 26 de agosto de 2017

Consequências da união da Igreja com o mundo (parte 1)

A visão de João em Apocalipse 17:3-6 revela da maneira mais expressiva a situação degradante a que se sujeitou a igreja institucional em razão de seu caso de amor com o mundo.

Abandonando a Cristo como seu único Marido e Redentor, identificou-se tão completamente com os valores e instituições mundanos que passou a ser confundida com eles, não só do ponto de vista de suas crenças e práticas, mas, sobretudo, de suas pretensões de autoridade e poder.

Postagens populares

Postagens em destaque

É tempo de despertar. Antes que as três mensagens angélicas sejam proclamadas ao mundo (Apocalipse 14:6), elas devem exercer sua influência reavivadora e santificadora entre o professo povo de Deus.

A religião humanista da nova ordem. Muitos religiosos de hoje têm substituído a suficiência de Cristo pela suficiência humana, na esperança de estabelecer o reino de Deus na Terra.

A maior e mais urgente necessidade. A Testemunha Fiel e Verdadeira ainda clama a plenos pulmões pelo arrependimento e conversão de Seu povo, disposta a oferecer perdão, consagração e reavivamento espiritual.

O papel da Igreja na comunidade: uma reflexão. A ênfase na filantropia parece constituir a única maneira possível de tornar a Igreja socialmente relevante num mundo imediatista e ávido por resultados tangíveis.

A verdadeira e a falsa adoração. Ao revelar os muitos contrastes entre a verdadeira e a falsa adoração, o Apocalipse fornece informações preciosas para permanecermos fiéis a Deus e não ser seduzidos pelos apelos da religião popular.

Preparação para o Segundo Advento. O que a Bíblia ensina a respeito da preparação para o Segundo Advento? Existe alguma indicação de que precisamos fazer preparativos especiais além de expressar fé e amor ao Senhor Jesus Cristo?

Arquivo do Blog

Quem sou eu

Minha foto

Leitor voraz. Alguém que gosta de escrever. Cristão protestante de nascimento, apaixonado pelas profecias bíblicas.

Seguidores

Siga-me por Email

Total de visualizações

Permitida a reprodução, desde que sejam mantidos os créditos do autor. Tecnologia do Blogger.
Scroll To Top