Blog dedicado ao estudo de Apocalipse 14:6 a 12.

quarta-feira, 29 de março de 2017

A adoração e o sábado (parte 1)

As potências anticristãs descritas no Apocalipse estão determinadas a unir o mundo com base em um falso modelo de adoração (Apocalipse 13; 16:13-14). Seu empenho neste sentido e as ameaças finais contra o remanescente de Deus são hoje um ressonante alerta à igreja sobre o lugar da adoração e dos adoradores no último grande drama prestes a desencadear-se.

sexta-feira, 24 de março de 2017

A lei e o testemunho e a adoração

O próprio fato de haver tantas referências à adoração no Apocalipse, em especial no contexto do tempo do fim, revela que este assunto será o ponto central no último grande drama a desenrolar-se no palco da história pouco antes da vinda de nosso Senhor Jesus.

Há profundas verdades espirituais relacionadas ao tema, e a realidade de um juízo investigativo no santuário celestial, cuja sentença demarcará uma linha definitiva entre os verdadeiros e os falsos adoradores (Apocalipse 22:11), confere ao derradeiro chamado de Deus à adoração verdadeira um solene significado (Apocalipse 14:7).

sexta-feira, 17 de março de 2017

Adoração e obediência: o foco do grande conflito

Adoração e obediência são temas centrais no Apocalipse, especialmente na seção que trata dos eventos ligados ao tempo do fim. O apelo do primeiro anjo - "e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas" (Apocalipse 14:7) - só poderia ser proclamado em toda a sua força quando o tempo do fim chegasse, quando o assunto assumisse um caráter notório e decisivo nos últimos dias. O "anjo forte" de Apocalipse 10 anuncia solenemente que este tempo chegou, e que Deus deve ser crido e adorado como o Criador e Juiz de todos os homens!

sexta-feira, 10 de março de 2017

O apelo para adorar o Criador

O chamado do Céu para adorar a Deus é o último dos imperativos presentes na mensagem do primeiro anjo (Apocalipse 14:7). Este urgente chamado destina-se a reavivar a adoração verdadeira entre os homens, a qual contrasta profundamente com a adoração exigida pela besta e imposta pelo falso profeta (Apocalipse 13:8, 12, 15). Em vista disso, a exortação para adorar a Deus da maneira divinamente estabelecida constitui a prova final de lealdade para com o Criador do céu, da terra, do mar e das fontes das águas.

quinta-feira, 2 de março de 2017

O apelo para glorificar a Deus

O anúncio do primeiro anjo de que o juízo divino começou (Apocalipse 14:7), em cumprimento à cena do juízo/purificação do santuário em Daniel 7:9-14 e 8:14, transmite ao último apelo de Deus ao mundo o seu sentido singular de urgência e propósito. Enquanto este clamor ressoar por toda a Terra com a força que lhe é própria, haverá para cada pessoa plena oportunidade de salvação, antes que o seu caso seja decidido para sempre pelo tribunal celeste.

Postagem em destaque

O sábado: base da verdadeira adoração

O sábado é uma verdade essencial dentro do apelo do primeiro anjo para adorar a Deus (Apocalipse 14:7), pois oferece o fundamento e as ra...

Postagens Populares

Curta nossa Página no Facebook

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Leitor voraz. Alguém que gosta de escrever. Cristão protestante de nascimento, apaixonado pelas profecias bíblicas.

Receba postagens por e-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total de visualizações

Permitida a reprodução, desde que sejam mantidos os créditos do autor. Tecnologia do Blogger.