Blog dedicado ao estudo de Apocalipse 14:6 a 12.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O sinal de pretensa autoridade do anticristo

A franca e solene advertência de nosso Senhor na terceira mensagem angélica contém uma condenação que é dirigida contra aqueles que rejeitaram o apelo do primeiro anjo e decidiram adorar "a besta e a sua imagem", recebendo "na fronte ou sobre a mão" sua marca ou sinal.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

sábado, 24 de outubro de 2015

O sábado como sinal entre Deus e Seu povo

Na experiência do Novo Concerto toda a lei de Deus é inscrita no coração dos crentes pela fé em Jesus (Jeremias 31:31-33; Hebreus 8:10; 10:16). O mandamento do sábado não constitui exceção. A observância deste dia santo é um reconhecimento sobre quem é Deus, quem somos nós e o que Deus fez em nosso favor por meio de Seu Filho.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

O selo de Deus

Contemplando em visão uma série de acontecimentos que assinalam o início do fim e o iminente Dia do Senhor, o apóstolo João descreve o momento em que os ímpios, de diferentes classes e origens, reagem com horror e espanto à volta de Jesus. A impressão é que ninguém sobreviverá a este grandioso evento, e por isso os ímpios perguntam em angústia e desespero: "Quem poderá subsistir?" (Apocalipse 6:12-17, comparar com Isaías 2:20-21; 13:6-8; Joel 2:1 e 11; Sofonias 1:14).

terça-feira, 20 de outubro de 2015

A TERCEIRA MENSAGEM ANGÉLICA

Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, no cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro. A fumaça do seu tormento sobe pelos séculos dos séculos, e não têm descanso algum, nem de dia nem de noite, os adoradores da besta e da sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome. Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus. (Apocalipse 14:9-12)

domingo, 18 de outubro de 2015

Christianity Today: Como os pastores protestantes veem o papa

Uma pesquisa divulgada recentemente no site da revista Christianity Today revelou a opinião de pastores protestantes sobre o papa. Com o sugestivo título "From Antichrist to Brother in Christ: How Protestant Pastors View to Pope" (De Anticristo para Irmão em Cristo: Como os Pastores Protestantes veem o Papa), o texto revela algumas conclusões bastante significativas do estudo que ouviu 1.000 pastores protestantes nos EUA.

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

A segunda mensagem angélica - Conclusão

As advertências de Deus são uma visível demonstração de Seu profundo amor e interesse por cada um de nós. Ninguém tem maior preocupação por nosso bem estar presente e futuro do que Jesus Cristo. A mensagem do segundo anjo é uma advertência de alcance mundial, e se refere a todos aqueles que não atenderam ao apelo do primeiro anjo (Apocalipse 14:7).

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A queda de Babilônia: um fim inevitável

Rebelião e soberba estão no fundamento de todo projeto para uma nova ordem mundial, em decidida afronta ao governo de Deus. A construção de Babel e sua torre (Gênesis 11:1-4), manifestação embrionária daquilo que Babilônia representa no Antigo e Novo Testamento, consistia num movimento em que a maioria agiu em desobediência às instruções de Deus, de que deviam espalhar-se por toda a Terra (Gênesis 9:7).

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Babilônia: um poder perseguidor

Então vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus; e, quando a vi, admirei-me com grande espanto. (Apocalipse 17:6)

A perda do "primeiro amor" (Apocalipse 2:4) privou a igreja não somente da pureza doutrinária, mas também de seus elevados princípios morais.

A simplicidade e abnegação requeridas pelo evangelho logo cederam lugar ao formalismo, à popularidade e ao poder pessoal.

A igreja, outrora iluminada e dirigida pela operação invisível do Espírito Santo, converteu-se gradualmente em um autoritarismo eclesiástico mediante o qual o bispo governava a igreja em vez de servi-la.

Desenvolveu-se, assim, uma hierarquia eclesiástica que acabou favorecendo a preeminência do bispo de Roma sobre todas as demais igrejas, e a quem cada membro estava pessoalmente subordinado em matéria de salvação e doutrina.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Predita uma grande apostasia mundial

A mulher que representa Roma papal (sobre isso, clique aqui) não se encontra sozinha no mundo, como claramente revela a frase inscrita em sua fronte (Apocalipse 17:5).

Pelo que foi visto sobre a identidade e o caráter da mãe, pode-se concluir que as filhas partilham da mesma natureza, ou seja, também se prostituíram com falsos ensinos. Toda igreja que abandona o "primeiro amor" (Apocalipse 2:4) para seguir um caminho que Deus não determinou adultera espiritualmente.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Babilônia: a grande meretriz (2)

A igreja cristã primitiva era uma comunidade singular em virtude da operação invisível do Espírito Santo. Desde o início, Deus havia planejado que Sua igreja fosse um instrumento para a salvação dos homens, e Cristo prometera dotá-la com poder para que cumprisse esta santa vocação (Atos 1:8).

A promessa, porém, não tinha em vista o mais poderoso anjo do Céu, nem mesmo uma legião de anjos celestiais, mas a terceira Pessoa da Trindade!

Postagem em destaque

O sábado: base da verdadeira adoração

O sábado é uma verdade essencial dentro do apelo do primeiro anjo para adorar a Deus (Apocalipse 14:7), pois oferece o fundamento e as ra...

Postagens Populares

Curta nossa Página no Facebook

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Leitor voraz. Alguém que gosta de escrever. Cristão protestante de nascimento, apaixonado pelas profecias bíblicas.

Receba postagens por e-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total de visualizações

Permitida a reprodução, desde que sejam mantidos os créditos do autor. Tecnologia do Blogger.