"Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus." (Ap 14:12)

terça-feira, 31 de maio de 2016

De que lado do conflito nós estamos?

As três mensagens angélicas se revestem de significado especial numa época em que o mundo religioso está se unindo num mesmo conceito de adoração. A busca por uma experiência mística com Deus, nas suas mais diversas manifestações, está abrindo caminho para uma uniformidade espiritual no mundo e contribuindo para o diálogo e interação entre grupos religiosos tão distintos quanto o céu é diferente da terra. Esse fenômeno, longe de ser um modismo passageiro, é parte do modelo consensual globalista em formação, e não constitui outra coisa senão uma versão moderna e ampliada da antiga torre de Babel, com as mesmas motivações, as mesmas filosofias pagãs e o mesmo espírito recalcitrante de outrora.

sábado, 28 de maio de 2016

A maior e mais urgente necessidade

"Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades. Buscá-lo, deve ser nossa primeira ocupação." (1)

Essas palavras de Ellen G. White que nos são tão familiares trazem consigo o segredo para uma experiência cristã verdadeiramente edificante e vitoriosa, capaz de proporcionar maior consagração a Deus, um comprometimento mais decidido com Sua causa e uma vida mais feliz e mais fecunda. Elas são dirigidas à igreja de Deus num tempo em que Satanás está determinado a sabotá-la e, consequentemente, destruí-la mediante uma variedade de expedientes.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

O Dia do Senhor

A propósito do sábado como o dia de repouso divinamente estabelecido, quero apresentar para reflexão dos leitores duas citações provenientes da literatura católica.

A primeira é da obra do Rev. Francis George Lentz, The Question Box or Answers to Objections Against The Catholic Church, que apresenta o seguinte diálogo:

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Agora é o Tempo do Selamento

Por Ellen G. White

Não danifiqueis nem a Terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus. Apoc. 7:3.

Satanás está agora usando cada artifício neste tempo de selamento a fim de desviar a mente do povo de Deus da verdade presente e levá-lo a vacilar. Vi que Deus estava estendendo uma cobertura sobre o Seu povo a fim de protegê-lo no tempo de angústia; e que cada alma que se decidia pela verdade e era pura de coração devia ser coberta com a proteção do Todo-poderoso.

terça-feira, 10 de maio de 2016

A tríplice mensagem e os verdadeiros adoradores

O caráter irrepreensível do grupo final de remidos representados pelos 144 mil (Apocalipse 14:1-5) é a prova definitiva do poder do evangelho para a salvação de todo aquele que crê (Romanos 1:16).

A aceitação do evangelho eterno implica íntima união com Cristo e separação do mundo pela renovação da mente (Romanos 12:2), e, por isso, o remanescente final permanece íntegro em face dos apelos sedutores de Babilônia mística (Apocalipse 14:8; 17:1-2).

terça-feira, 3 de maio de 2016

O grupo vitorioso de adoradores

A espiritualidade pós-moderna, com seu discurso conciliatório e globalista, não é outra coisa senão uma reedição maquiada do velho paganismo.

Por essa razão, constitui a maior ameaça à igreja remanescente no fim dos tempos, da mesma forma que o culto idolátrico pagão das nações ao redor do antigo Israel representava a mais evidente ameaça à sua identidade como povo de Deus.

O Apocalipse revela que a adoração estará no centro do último grande drama, e que só poderão prevalecer sobre o poder sedutor do engano aqueles que estiverem intimamente unidos a Cristo e à Sua Palavra (Apocalipse 1:9; 3:8; 6:9; 20:4). Assim, João pinta em cores muito vivas o contraste que deve existir entre os verdadeiros e os falsos adoradores.

Postagens populares

Postagens em destaque

É tempo de despertar. Antes que as três mensagens angélicas sejam proclamadas ao mundo (Apocalipse 14:6), elas devem exercer sua influência reavivadora e santificadora entre o professo povo de Deus.

A religião humanista da nova ordem. Muitos religiosos de hoje têm substituído a suficiência de Cristo pela suficiência humana, na esperança de estabelecer o reino de Deus na Terra.

A maior e mais urgente necessidade. A Testemunha Fiel e Verdadeira ainda clama a plenos pulmões pelo arrependimento e conversão de Seu povo, disposta a oferecer perdão, consagração e reavivamento espiritual.

O papel da Igreja na comunidade: uma reflexão. A ênfase na filantropia parece constituir a única maneira possível de tornar a Igreja socialmente relevante num mundo imediatista e ávido por resultados tangíveis.

A verdadeira e a falsa adoração. Ao revelar os muitos contrastes entre a verdadeira e a falsa adoração, o Apocalipse fornece informações preciosas para permanecermos fiéis a Deus e não ser seduzidos pelos apelos da religião popular.

Preparação para o Segundo Advento. O que a Bíblia ensina a respeito da preparação para o Segundo Advento? Existe alguma indicação de que precisamos fazer preparativos especiais além de expressar fé e amor ao Senhor Jesus Cristo?

Arquivo do Blog

Quem sou eu

Minha foto

Leitor voraz. Alguém que gosta de escrever. Cristão protestante de nascimento, apaixonado pelas profecias bíblicas.

Seguidores

Siga-me por Email

Total de visualizações

Permitida a reprodução, desde que sejam mantidos os créditos do autor. Tecnologia do Blogger.
Scroll To Top