Blog dedicado ao estudo de Apocalipse 14:6 a 12.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Eu quero minha igreja de volta!

O título que abre a postagem de hoje é de uma célebre palestra de C.D. Brooks, famoso evangelista adventista jubilado, fundador do programa televisivo Breath of Life. Apresentada a ministros adventistas, a mensagem do Pastor Brooks disparou um sinal de alerta em face das ameaças da onda liberalizante que tem secularizado a igreja, comprometendo sua identidade e missão. Ele insiste para que voltemos às nossas raízes, se desejamos de fato cooperar com Deus para cumprir a grandiosa obra que nos foi confiada.


Como a apresentação é extensa, decidi compartilhar com os leitores apenas os trechos mais expressivos, os quais constituem o foco principal da mensagem do Pastor Brooks. A tradução é de Valquiria Oliveira, que não hesitou em me auxiliar neste desafio. Tenho uma enorme dívida de gratidão para com ela. A transcrição completa da apresentação encontra-se disponível no site Adventists Affirm.


Eu quero minha igreja de volta!

C.D. Brooks
Orador jubilado, Breath of Life
Um pregador veterano nos chama a pregar e vivenciar a mensagem adventista.

"Nos escritos de Ellen G. White, há informações privilegiadas que Deus enviou apenas para nós; a serva do Senhor desenha uma linha até aqui contra esse extremo, e, então, ela desenha outra contra aquele extremo. Venho fazendo isso há anos. Mas aviso, ela deixa uma ampla faixa no meio. Eu posso andar aqui e você pode caminhar até lá, e ainda estamos dentro da zona de segurança. Não temos que pensar da mesma maneira, não é preciso usar uniforme. Você pode ser você e eu posso ser eu, mas permaneçamos na zona de segurança, pois é melhor ficar próximo ao meio da estrada, evitando, assim, as valas perigosas em ambos os lados da vereda cristã.

"Estamos enfrentando um momento incomum em que aqueles que estão dentro da igreja começam a questionar nossos ensinamentos e doutrinas mais do que aqueles que nos desprezam. Muitos dentre nós estão andando longe do mandato que Deus nos deu.

"Um amigo meu, um profissional brilhante, me ligou de outro país, e em um tom quase desesperador, me disse: 'Charles, eu quero minha igreja de volta!'. Em seguida, ele acrescentou, angustiado: 'Eu não sei se será possível trazê-la de volta'."

Pregar nossa mensagem!

"Queridos colegas de trabalho, eu quero dizer hoje que uma das chaves poderosas para o sucesso e poder em nossas igrejas, em nossos púlpitos e em nosso evangelismo é a fidelidade resoluta à Palavra de Deus e à mensagem que Ele nos deu para pregar!

"Devemos pregar nossa mensagem. Toda ela! Há forças que parecem estar desmantelando o que foi tão laboriosamente unido sob o auxílio indispensável do Espírito Santo. Há uma aparência de erudição que descuidadamente chamamos de sabedoria, mas que é mais escolástica. Ellen White diz que é tão certo de que temos a verdade, como Deus vive. Ela falou de uma plataforma da verdade. Ela sabia que nós sempre reuniríamos fontes e recursos, mas ela declarou: 'Não saiam da plataforma'. O Espírito Santo não fomenta confusão e Ele não divide os santos. Ele pode separar-nos da mistura de gente, mas não entre os santos."

Profecia impressionante. "Entre nós há aqueles que parecem estar cansados de nossa mensagem, entediados com ela. Há um clamor por algo diferente, único. Alguns estão dizendo: 'Queremos uma mensagem moderna, projetada para os jovens'. Isso não está em harmonia com a impressionante profecia de Malaquias 4, pois quando a mensagem de Elias vier, pouco antes do grande e terrível dia do Senhor, a Bíblia diz que os corações dos pais e dos filhos serão transformados juntamente. Nós não seremos divididos por idade e geração. [...]

"Meus amados companheiros de trabalho, o liberalismo livre não realiza o que nós pensamos que vai realizar. George Whital, escrevendo no Washingtorian Magazine, disse: 'As igrejas que fazem as maiores exigências doutrinárias e morais sobre seus membros' (ele menciona os protestantes evangélicos e fundamentalistas) 'estão crescendo. Suas igrejas estão crescendo. Em contraste', diz ele 'as igrejas que sofrem um período difícil no sentido de dizer por que você deveria ser um cristão, as igrejas da antiga linha principal, como os episcopais, metodistas, presbiterianos e a Igreja Unida de Cristo, têm vivido uma sangria de membros desde meados da década de 60. É a essência protestante que está morrendo'. E então ele acrescenta: 'Adoração teologicamente simpática e politicamente correta são uma receita para a catástrofe eclesiástica. Milhões de pessoas estão abandonando [a igreja] porque não têm um bom motivo para ficar'."

Sem disciplina, sem cuidado

"[...] Jovens e velhos precisam da disciplina da Palavra de Deus. Quando as pessoas sentem que podem fazer o que querem, então a igreja perde o seu valor mais precioso. Elas acham que não nos importamos, mas 'sentir-se bem' é o que permeia sutilmente nossas congregações, e nossas igrejas e escolas estão tropeçando. Nosso lucro está se esvaindo. Tivemos a maior crise orçamentária deste ano.

"O diabo está jogando todos os ardis que pode. Vou ser um pouco irônico. Não fiquem bravos comigo. O diabo está pleiteando: 'Cultura! E pluralismo! E erudição!'. Ele impressiona muitos de nós para tentar modernizar a Deus, humanizando-o. Deus já respondeu sobre isso. Ele disse: 'Eu, o Senhor, não mudo! Eu sou o mesmo ontem, hoje e eternamente!' (Malaquias 3:6; Hebreus 13:8)."

Relevante. "Eu ouço muito sobre isso. 'Oh! Nós precisamos de alguém hoje que torne a Escritura relevante!'. Colegas de trabalho, eu não falaria deste modo com ninguém. Estou feliz por poder falar aos meus colegas de trabalho. Se Deus disse que é relevante, então nossas ideias estranhas sobre o que Ele diz é que são irrelevantes!

"Paulo declara: 'Cuidado para que nenhum homem vos enrede por meio de filosofias e vãs sutilezas' (Colossenses 2:8). A pregação da Palavra, mesmo com amor, tato e diplomacia, causará inevitavelmente confronto com nossa pecaminosa natureza carnal. Nós não somos chamados para tornar a Palavra popular, mas para pregá-la com poder! [...]

"Vocês sabem que os nossos leigos hoje estão mais interessados e preocupados em estudar, e que recebem pouca substância do púlpito. [...] Precisamos confrontar nosso povo por causa deles. Se vocês mimá-los, não poderão ajudá-los. Temos que nos atrever a guiá-los."

Guia. "Algumas das coisas que eles [os membros] estão fazendo se devem ao fato de não conhecerem nada melhor. Temos que orientá-los sobre aonde devem ir, como devem agir, o que devem vestir e como devem pensar. E devemos fazê-lo com a Palavra de Deus e o Espírito de Profecia.

"Quando falamos ao nosso povo, não se trata de um encontro puramente humano. Há uma pessoa chamada Espírito Santo. É um privilégio tê-lo de pé por nós e entre a congregação. Ele terá uma mensagem difícil, aplicável ao coração. Vocês acham que não tive de desistir de coisas que eu gostava? Prefiro salvar uma pessoa com a verdade e com o Espírito Santo do que encorajar dez mil em seu auto-engano. Abandonamos nosso povo quando diluímos, comprometemos, minamos e repudiamos a mensagem que Deus nos deu para proclamar e viver."

Encorajados a desafiar

"Não é só isso. Nós os encorajamos a desafiar nossos padrões. Nós os encorajamos a seguir seus próprios caprichos e ofender membros da igreja e até mesmos seus pais. Muitos deles têm 'culpa no cartório'. São tão auto-confiantes de que vocês se atrevam a dizer alguma coisa.

"Uma jovem que sempre havia sido uma pessoa boa veio à igreja carregada de joias. Quando me aproximei dela, pronto para falar, ela nem sequer olhou para mim. Ela me evitou. Não podia ser amigável como de costume. Não admira que as nossas igrejas estejam ficando frias. Isso ocorre porque os nossos membros permanecem com sentimento de culpa e insegurança, e não têm certeza sobre o que eles realmente representam. Eles ouvem sobre divórcio fácil, quedas morais, mesmo no ministério, sábados no campo de golfe, ou na ciclovia, ou na praia, no teatro, ataques contra Ellen G. White. O que está acontecendo entre nós?"

Responsabilidade. "Ellen White diz: 'De todos os pecados que Deus punirá, nenhum é mais grave à sua vista do que aqueles que encorajam outros a fazer o mal' (Patriarcas e Profetas, p. 323). E de todos os grupos de pessoas na face da terra, nenhum tem maior responsabilidade e privilégio do que o ministério Adventista do Sétimo Dia.

"Quando eu era garoto, víamos o nosso pastor uma vez a cada cinco semanas. Hoje, quase todos os sábados há um pregador e ainda nossos membros se perguntam: 'O que está acontecendo conosco? O Espírito Santo ainda está entre nós?' Muitos dos que sentem a falta do Espírito estão tentando compensar com uma 'agitação', um 'balanço', uma religião 'alegre'. Eles querem se sentir bem. Mas esse sentimento bom substituirá sua fé e será dizimado em uma crise."

Sensação temporária. "A Bíblia diz: 'Não há paz para os ímpios, diz o meu Deus' (Isaías 57:21). Muitos de nosso povo que amam a verdade, mas não sabem o que amar, estão sendo envolvidos em uma experiência subjetiva, extática, e, como a cocaína, são temporariamente intoxicados. Antes de o sol se pôr, eles estão de volta à sua condição inicial; infelizes, críticos, vivendo não tão bem assim. 'E o que eu quero agora?', diz o diabo. 'Uma religião barulhenta, ritmada'. Eu o ouço dizer: 'Isso me proporcionará grande prazer ao provocar desconforto nos santos de mais idade'. E por isso estamos sendo divididos.

"Não devemos inflamar nossas igrejas; essa é a obra do Espírito Santo. O que devemos fazer? Devemos ser reparadores de brechas, restauradores de veredas (Isaías 58:12). Cultura? Esta procede do homem natural e seus erros. Eu não estou tentando fazer tudo errado. Mas se essa é nossa parte natural, a Bíblia diz que o homem natural não pode compreender as coisas de Deus, porque lhe são loucura (I Coríntios 2:14)."

Desilusões. "Alguns de nós têm questionando coisas que foram trabalhadas pelo Espírito Santo na história humana e na história da minha vida e da sua. Sempre haverá algum excesso de bagagem. Mas não jogue tudo fora. O apóstolo disse: 'Provai todas as coisas, retende o que é bom' (I Tessalonicenses 5:21). Em vez disso, muitos estão tentando satisfazer-se, ao invés de orar e estudar. Eles querem raciocinar com mentes não santificadas. Começaram da posição errada e nunca alcançarão a realização espiritual, mas sim desilusões cada vez maiores. Porque as coisas espirituais se discernem espiritualmente. A Bíblia diz: 'Se o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto' (II Coríntios 4:3).

"Eu disse a uma congregação num sábado: 'O evangelho é uma boa nova, mas não se restringe à cruz. Graças a Deus pela cruz! Porém, o evangelho é mais do que isso. O evangelho é a reforma de saúde, o que é boa nova! O evangelho é a reforma social, o que é boa nova!'. [...]

Ídolos. "Não estou sugerindo que vocês discutam com qualquer um. Eu não faço isso! Ellen White diz que o racionalismo é um ídolo (veja O Grande Conflito, p. 193). pois exalta a razão humana acima da Palavra de Deus. Muitos de nosso amado povo estão tomando decisões perigosas com base no que sentem, ao invés de [buscarem] as revelações explícitas da Bíblia e do Espírito de Profecia. O erro sempre vai de encontro a isso. Como me sinto triste. Eles amam falar sobre teatro e evolução, e até mesmo a marca da besta é criticada em nossas próprias revistas. O que estamos fazendo? [...]

Cultura não é de todo ruim

"[...] Meu problema é que a cultura está se tornando nossa experiência religiosa. Esta é a típica reação do inseguro que não tem certeza sobre qualquer coisa.

"Eu estava tendo uma discussão com um conhecido ministro adventista negro sobre os afro-americanos que escaparam da síndrome da colonização. Ele me disse: 'Essas pessoas dizem que são americanas, mas elas não são. Dizem que são africanas, mas não são. Elas são do tipo de pessoas perdidas'.

Adotado. Bem, deixe-me dizer-lhes. Há muito tempo fui adotado. Existe uma cultura adventista do sétimo dia, e eu nasci nesta cultura adventista por adoção, a qual é uma união legítima. Por outro lado, meus pais adotaram um menino antes de eu nascer. Nunca o vi. À medida que crescia, ele começou a ter problemas com a lei e passou algum tempo na cadeia. Finalmente, ele disse: 'Vou embora'. Lembrem-se, ele foi adotado. Nenhum membro de sangue da família Brooks jamais passou uma só noite na cadeia. Qual a diferença? Ele foi adotado. Ele veio de outra natureza. O restante de nós nasceu na família Brooks. Eu também fui adotado [no sentido espiritual], porém eu nasci novamente! A adoção me fez pertencer a Ele; o novo sangue me fez ser como Ele. Existe uma semelhança de sangue."

Nossa cultura. "Estou orgulhoso de nossa cultura. Estou orgulhoso de ser um homem negro. Quero que todos saibam que eu quero dizer isso. Sou feliz por ser um homem negro. Sempre fui. O africano diz que 'kente' [roupa usada em Gana] era feita nas aldeias de Gana. Foi usado pela realeza Ashanti, reis e príncipes desse país. Era muito caro, muito caro para estar disponível a pessoas comuns. Há uma abundância de elementos culturais naquela parte do mundo para se orgulhar. O primeiro presidente daquele país foi chamado Kwame Nkrumat. Kwame significa 'nascido no sábado'. E se vocês consultarem o livro de C.E. Bradfords [Sabbath Roots: the African Connection, a Biblical Perspective (Silver Spring, Md.: General Conference Ministerial Association, 1999)], entenderão que a observância do sábado é intrínseca à nossa cultura. Mas lembrem-se de que a Bíblia nos diz o que é importante vestir. Ela nos diz no Antigo e Novo Testamentos. Quero deixar isso bem claro, pois temos um grupo de 'espertinhos' dizendo: 'Você não tem uma base bíblica'.

"Oh, sim eu tenho! Onde vocês estiveram?"

Adornos. "E mesmo se eu não a encontrasse explicitamente, eu a obteria indiretamente no Espírito de Profecia, que é bíblico. Do contrário, devemos jogá-lo fora. Em tempos de perigo, crise e juízo, Deus exigia que Seu povo se desfizesse de suas joias. Quando Jacó estava tentando voltar para casa, ele teve que parar e enterrar alguma coisa (ver Gênesis 35:2-4). Quando eles adoraram o bezerro de ouro, Deus estava prestes a agir em vingança e ira. Moisés estava entre Ele e o povo.. Deus não disse: 'O que eles estão fazendo é correto'. Não, certamente. Ele disse ao povo para tirar suas joias. 'Tire isso', Ele disse, 'para que eu saiba o que fazer com vocês'. Então, a Bíblia declara que eles 'se despojaram de seus atavios, ao pé do monte Horebe' (ver Êxodo 33:5, 6). Desde 1844, estamos sendo julgados, e a Bíblia diz que aqueles que não se afligirem serão eliminados.

Gostei quando pude olhar para uma senhora e perceber que ela era adventista. Eu havia sido convidado para uma reunião campal. Cheguei a uma cidade e não sabia aonde ir. Minha esposa disse: 'Querido, pare e telefone'. Então me dei conta de que ninguém atende ao telefone em um acampamento no sábado, pelo menos eles não respondiam. Eu estava desesperado. Olhei aliviado um carro e vi algumas mulheres, seus rostos limpos. Elas pareciam semelhantes até certo ponto. Parti com meu carro e as segui. Minha esposa disse: 'Querido, o que você está fazendo?'

"Respondi: 'Vou seguir estas pessoas!'.

"'Você as conhece?'

"'Não, só sei como elas se parecem!'

"E acabei por chegar ao meu destino.

"Digo o mesmo que meu amigo: 'Eu quero minha igreja de volta'."

Louvando o diabo?

"Todos os anos, no Instituto Hampton, há uma convenção de grandes pregadores de todo o país, e muitos de nossos ministros comparecem. Disseram-me que este ano, quando um desses homens se levantou para pregar, ele declarou à congregação (não adventista): 'Em nossa música, temos que ter cuidado para não louvar o diabo, ao invés de [louvar a] Deus'.

"Ellen White declara que Satanás dialoga com seus anjos. Eles discutem seus planos em conjunto. Sua astúcia, ele sabe, não pode ser bem sucedida a menos que ele primeiramente rebaixe o Espírito de Profecia. Assim, apareceu um pregador na costa oeste, chamando os servos do Senhor de plagiadores e mentirosos... Pregadores negros jogaram seus livros vermelhos [a expressão se refere aos livros de Ellen White, que eram tradicionalmente encadernados em capa vermelha] em latas de lixo verdes num momento em que eles mais precisavam deles. Eu, porém, creio no Espírito de Profecia. Vou ler para vocês o que Ellen White diz:

"Mensagens Escolhidas, volume 2, p. 36: 'O Senhor...'

"Quem?

[Auditório] "'O Senhor'.

"'O Senhor revelou-me'. A crítica agora é que nem tudo foi inspirado quando ela diz: 'O Senhor revelou-me'. Tudo bem, eu estou lendo. Vou ler novamente:

"'O Senhor revelou-me o que ocorreria pouco antes do fim da graça. Demonstrar-se-á tudo quanto é estranho. Haverá gritos com tambores, música e dança. Os sentidos dos seres racionais ficarão tão confundidos que não serão confiáveis para tomar decisões corretas. E isto será chamado operação do Espírito Santo'.

"Na linha seguinte, ela diz: 'O Espírito Santo nunca se revela por tais métodos, em tal balbúrdia de ruído'."

Música gospel. "Espere um minuto! Eu gosto de música evangélica! Provavelmente eu goste mais do que muitos que estão sentados aqui. E eu posso provar. Durante 35 dos últimos 37 anos tenho ido a cada mês de novembro para Germantown, Ohio, a meca da música gospel. Vinte e oito dessas viagens foram no fim de semana de Ação de Graças, desistindo das minhas férias com a família para ser inspirado por essas pessoas. Nossa estimada Eleanor Wright, a falecida Eleanor Wright, compôs muitas delas [das músicas evangélicas]. Eram canções que transmitiam uma mensagem. Elas repreendiam o pecado! Encorajavam os desanimados. Esta foi a razão pela qual ela não morreu milionária, porque permaneceu fiel a esta mensagem!

"Um pouco mais de Mensagens Escolhidas: 'A balbúrdia de barulho choca os sentidos e perverte aquilo que, se devidamente dirigido, seria uma benção'. A música evangélica precisa ser uma benção. [...]"

Ignorando nosso senso crítico

"Um estudioso da Austrália afirmou que a música é uma força que não tem que passar pela área de julgamento do cérebro antes que ela nos afete. Há um órgão na base do cérebro ao qual a música apela diretamente... Devíamos saber que Satanás tiraria proveito de uma coisa como esta para nos cativar e encantar."

Música elevada. "[...] Éramos conhecidos pela música clássica e nobre, calorosa e de movimento simples. Mas Ellen White disse: 'A linha de demarcação está se tornando indistinta' (Christs Object Lessons, p. 316). Satanás começa de modo sutil. Ninguém vem à ruína súbita. Leva tempo para corromper uma alma. Gradualmente, o diabo a perverte. Um desvio do princípio dá início à jornada.

"Eu quero minha igreja de volta!"

Cinema e cigarro

"Com quem achamos que estamos lidando? Ele é chamado de inimigo astuto. Ele não é nosso amigo. Estas abotoaduras de caixão chamadas 'cigarros', ele [o diabo] chama de 'Salém' ('Paz'), 'Legal', 'Verdade', 'Alegria'.

"Com quem achamos que estamos lidando, quando ele chama o veneno do álcool de 'Southern Comfort' [Conforto Sulista]? Deus declara que uma árvore boa não pode produzir maus frutos, nem uma árvore má, produzir frutos bons (Eu tenho que me apressar. Por favor, perdoem-me!).

"Filmes. Se você diz qualquer coisa sobre eles, você está sendo antiquado! E o que me importa a vergonha? Chame-me de velho, se quiser. Deus é mais velho do que eu. E quando Deus nos diz algo, Ele quer que façamos certo na primeira vez! Ele não tem que editar ou ajustar..."

Minha experiência. "Eu costumava discretamente passar pelo cinema. Finalmente, um de meus amigos e eu não sabíamos mais o que fazer, e ele me levou para ouvir aquele pregador magro, Earl Cleveland. Em duas semanas, algo aconteceu, graças ao Senhor Deus.

"Certo sábado, eu saí desta reunião. O sol estava se pondo, e meu amigo e eu seguimos para o Teatro Carolina. Porém, ninguém me fez sentir melhor com aquilo. Minha própria consciência não me deixava sentir confortável com aquilo. Andamos cerca de sete quarteirões discutindo sobre o que ouvimos naquela tenda [onde os sermões eram apresentados]. O teatro estava do outro lado da rua. A luz vermelha nos chamou a atenção. Então, eu comecei a pensar. De repente, a luz ficou verde, e ele [o amigo] foi e eu fiquei. Ele se virou e disse: 'O que há de errado com você?'

"Respondi: 'Eu não vou'.

"'Como assim, não vai?'

"'Você sabe. As coisas que você está aprendendo, eu já sei. Não posso ir.'

"'Se você não for, eu não vou.'

"Isso foi há 47 anos. Hoje, ele é um diácono na igreja adventista. Sua esposa e filhas são oficiais na igreja. Imaginem se eu não tivesse desistido?"

Nossa verdade ainda é a verdade

"Nós servimos a um Deus eterno, e o tempo, como nós o conhecemos, está prestes a experimentar uma colisão cataclísmica com a eternidade. Estamos prestes a entrar em Seu reino do tempo e espaço. Quando o fizermos, a verdade ainda será a verdade. O sábado ainda será o sábado, porque a verdade nunca morre...

Sem mudança. Cinquenta e quatro anos atrás, eu entrei nesta igreja. Eu era de certo modo educado, esclarecido, experiente. Estou me preparando para me aposentar. Mas quero dizer a vocês: nada mudou. Amadurecemos, somos mais esclarecidos. As pessoas estão piores, mais imorais. Mas nada mudou. A lei de Deus ainda é uma transcrição de Seu caráter. Ainda é muito elevada para nós, por isso Ele nos deu uma escada chamada graça, pela qual podemos subir.

"O santuário ainda está no céu. Isto não vai dar a lugar algum, apenas porque alguns dizem que ele não existe realmente. O juízo ainda está em andamento. Deus ainda abomina o orgulho. Os homens ainda nascem no pecado. Os homens devem nascer novamente. Cristo ainda é o nosso único Salvador. Ninguém, exceto os justos, verá a Deus. Não podemos ter manchas nem máculas, nem coisa semelhante. Temos que nos cobrir apenas com a Sua justiça. Ele ainda envia o Espírito Santo. E Ele ainda está buscando o perdido. Ainda está salvando pecadores. E é possível nos deleitar no Senhor e na verdade. Nossa mensagem ainda é válida. E se esperamos que ocorra uma mudança na verdade, estamos exatamente como os protestantes que querem mudar o sábado. [...]

O esperado reavivamento

"Hoje existem muitas adesões à verdade. Oh, por favor, entendam o que eu estou dizendo. Eu faço evangelismo. Irmãos e irmãs, nós não estamos em competição uns com os outros. Quando você realiza um encontro na igreja e batiza sessenta [pessoas], apenas fez o que algumas conferências de oito semanas sob uma tenda fazem quando batizam duzentas. Não estamos competindo. Glorifiquemos ao Senhor quando Ele age.

"Mas ouça: 'Há grandes adesões às igrejas, porém', os novos membros não mostram 'aumento correspondente da verdadeira vida espiritual' (O Grande Conflito, p. 463). Muitos que se unem [à igreja] não estão mais dispostos a negar a si mesmos e tomar a sua cruz, do que antes de seu batismo. Nossa religião se torna objeto de zombaria de infiéis e céticos. Oh! Estou dizendo! Se eu ouvir um homem se vangloriando sobre como batizou a muitos, eu me preocuparei com ele." [...]

Primitiva piedade. "O Grande Conflito, p. 463 e 464: 'Piqueniques, representações teatrais na igreja, exibição pessoal, têm banido os pensamentos sobre Deus... Não obstante', vejam vocês, há uma segunda declaração aqui (Estou feliz por haver uma segunda [declaração]. A primeira nos levou ao negativo, e esta nos leva ao positivo). 'Não obstante, haverá um avivamento da primitiva piedade...'! Vocês entenderam? Não é neo-pentecostalismo, mas 'primitiva piedade como não tem sido testemunhada desde os tempos apostólicos'!

"Agora a página 464 novamente: 'Sob o disfarce religioso, Satanás procurará estender sua influência sobre o mundo cristão... [por meio de] um excitamento emotivo, mistura do verdadeiro com o falso... Contudo, ninguém necessita ser enganado', se confiarem na Palavra de Deus.

"Vamos à página 474: 'Toda condescendência pecaminosa tende a embotar as faculdades e a destruir o poder de percepção mental e espiritual, e a Palavra ou o Espírito de Deus apenas poderão impressionar debilmente o coração'.

"Suponha que você teve um bebê, e quando começou a crescer, ele só queria comer bolo todos os dias, três vezes ao dia, pelo resto de sua vida. Você consentiria?

"Vocês e eu, meus colegas de trabalho, somos chamados por Deus como facilitadores para uma vida mais poderosa, mais pura, cristã, e para uma obra acabada. A única razão pela qual Deus precisa de nós na igreja é que podemos nos tornar testemunhas para os de fora. A verdade faz a diferença, e não vamos chamar sua atenção até que sejamos especiais. O poder sobre o qual estamos falando está na Palavra.

"Na Palavra! De que lado você está?

"Eu quero minha igreja de volta!"

Na zona de segurança. "Vocês não têm que ser iguais a mim. Vamos, porém, caminhar na zona de segurança.

"Em Chicago, havia um senhor, um senhor elegante. Ele usava casacos esportivos para parecer jovem, dirigia um Cadillac amarelo, trouxe sua bela esposa (ambos eram de idade, mas ela era muito bonita) para as minhas reuniões todas as noites. Ele nunca dissera uma palavra, apenas ouvia e voltava para casa. Finalmente, chegamos ao momento da decisão, e ele aproximou-se e disse: 'Preciso falar com você'.

"Respondi: 'Bem, vamos [conversar] em particular'.

"Conseguimos um lugar à parte.

"Ele me disse: 'Quero saber de você o que devo fazer sobre um problema que eu tenho'.

"'Bem, qual é o seu problema, senhor?'

"'No meu bar, no porão, tenho muitas bebidas boas. Quero saber o que fazer com elas. Devo vendê-las? Devo doá-las? O que devo fazer?' Ele se virou e olhou para mim.

"Eu disse: 'Meu querido irmão, você está enganado. Não há tal coisa como bebida boa. O que você provavelmente quer dizer é que são bebidas caras. Agora, suponha que você as jogue fora ou venda, e a pessoa que recebeu saia dirigindo embriagada e mate um grupo de pessoas ou atire em sua esposa, você sabe que a responsabilidade é sua, não sabe? O livro de Habacuque diz: 'Ai daquele que dá de beber aos seus' (Hab. 2:15).

"Ele respondeu: 'Então o que devo fazer?'

"'Tenho uma sugestão. Faça de seu banheiro um templo, e do tamborete, um altar. Traga as bebidas caras de seu porão e coloque-as na parte de trás do vaso sanitário. Em seguida, ajoelhe-se e, num ato de compromisso, se entregue novamente ao Senhor e jogue essas bebidas em oração'.

"Ele olhou-me com severidade e disse: 'Se você tivesse me dito qualquer outra coisa, eu sairia daqui'. Hoje, 21 anos depois, sua esposa dorme em Jesus, e ele ainda está na Verdade."

A verdade vence. "Irmãos, esta verdade ganhará almas. Vocês não precisam entreter e enganar as pessoas. Esta verdade, com sua dignidade e poder, esta verdade com a presença do Espírito Santo ganhará almas da melhor qualidade.

"Eu quero minha igreja de volta!"

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem em destaque

O sábado: base da verdadeira adoração

O sábado é uma verdade essencial dentro do apelo do primeiro anjo para adorar a Deus (Apocalipse 14:7), pois oferece o fundamento e as ra...

Postagens Populares

Curta nossa Página no Facebook

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Leitor voraz. Alguém que gosta de escrever. Cristão protestante de nascimento, apaixonado pelas profecias bíblicas.

Receba postagens por e-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total de visualizações

Permitida a reprodução, desde que sejam mantidos os créditos do autor. Tecnologia do Blogger.